segunda-feira, 18 de maio de 2009

Rotina

O dia entra em velocidade de cruzeiro, o piloto automático assume todas as funções e eu deixo-me cair na dormência.
Tudo passa e nada acontece comigo. Fico inerte a tudo e sem possibilidade de readquirir os comandos.
Mantenho no entanto a minha mão no botão de pânico, sempre pronto a reagir se a dormência se abalar.
Mais um dia escorre e eu sem o meu copo!

1 comentário:

adhara disse...

que lindo isso!
-ha, portuga! valeu pelo chat de hoje! te adoroooo =D