quinta-feira, 9 de novembro de 2006

"As Desventuras de um Interlocutor"

«Interlocutor 1 - Hoje saí de casa em tronco nu! Ao principio senti uma pequena aragem fria a circular por entre os meus voluptuosos e bem torneados peitorais. Por instantes pensei que aquela sensação estaria associada à minha prévia ingestão de anti-depressivos e anti-estamínicos com um empurrãozinho, dado pela Vodka Red-Bull que se encontrava no meu frigorífico, há muito mais tempo do que o tempo aconselhado pelo fabricante.
De facto, aquela sensação era mesmo causada pelas drogas. Eu não estava de tronco nu!
Apesar de tudo, eu tinha a certeza de ter saído de casa em tronco nu, lembrava-me distintamente de ter tirado o soutien e de ter feito a depilação nas axilas naquele mesmo dia( queria colocar o novo creme para uso exclusivo nas axilas após a sua respectiva depilação, que minutos antes tinha comprado numa superfície comercial perto da minha área de residência actual!).
É claro que por estar neste imbróglio mental, minutos depois de sair de casa esqueci-me que não estava a sair de minha casa, o que me lembrou de que eu tenho, disfunção de múltipla personalidade, e a não esquecer, fez-me recordar os meus graves problemas de memória! Tudo isto, aliado ao simples facto de que se tratava de uma segunda de manhã e de por consequência eu ter passado a noite anterior a ver o “Canta por Mim” na T.V.I.,tudo isto me fez pensar que eu efectivamente teria saído de casa, se bem que de um modo complectamente irreflectido, com o tronco desnudo, tal como previamente eu expus no início da resposta á sua questão! “

Interlocutor 2 - Mas a questão que eu lhe coloquei nada tem a ver com aquilo que me disse.

Interlocutor 3 - Pois não, aquilo que lhe perguntamos foi se já tomou alguma decisão em relação á cessação, ou não, da atribuição de subsídios a fundo perdido ás companhias teatrais da cidade senhor Presidente!

Interlocutor 1 - Ah! Isso. Devo confessar-lhe que existem dias que eu de manhã, bem antes de a neblina matinal se ter dissipado, costumo ingerir um ou mais copos de vaca retirado directamente do leite!»

In, "As Desventuras de um Interlocutor"

1 comentário:

Anónimo disse...

"Benhe bisto!!"
Tá,tá...

Diz ela*