quarta-feira, 24 de maio de 2006

mas que grande verdade!



Tem piada a forma como a vida nos deixa mentir a nós próprios.
Sempre que dizemos que amanhã vamos fazer algo, eis que chega o momento e deixamos para o outro dia.
Porquê? Porque raio temos de ser mentirosos para connosco próprios? Porque é que temos de mandar a nossa mente mandar em nós e não a deixamos mandar no que nós fazemos?
Eu acho que tem a ver com o sexo! Nada nos move mais do que o sexo. Para o sexo há sempre tempo! Há sempre vontade. Nunca é muito tarde, nunca é muito cedo. Temos sempre vontade, aliás a única razão que nos impede de estarmos constantemente nisso, é estarmos dependentes de outra pessoa que no momento pode querer fazer outra coisa, porque é mulher!
Aliás o problema é esse, o mundo só não é um sitio mais feliz, porque as mulheres não admitem que pensam em sexo tanto quanto nós (homens).
Quanto mais sexo fizéssemos, menos pensaríamos em guerra, quanto mais sexo, melhor forma física teríamos. E quanto a mim a mais importante, tão importante que até vou fazer parágrafo.
Se toda a gente fizesse mais sexo, ia existir pessoas que o não fariam, que por consequência seriam eleitas para cargos de administração, pois assim não ficavam tanto tempo a tentar roubar dinheiro dos contribuintes para pagar as noites de sexo. Acabava assim a corrupção instantaneamente pois os corruptos iam estar demasiadamente ocupados a Ter relações (com outros seres vivos ex.: tatus; colibris; elefantes.) o que ia dar um resultado positivo P.I.B. do nosso país!

Sem comentários: